Entregar-se ao Afeto!
Onde há julgamentos há falta de afeto.
Morremos de sede mesmo tendo um oásis à nossa frente.
Nos protegemos da afetividade pois nos ensinaram que demonstrar afeto nos tornam seres frágeis, vulneráveis…
Diariamente, vestimos nossa armadura e caminhamos para Mundo sedentos de afeto.
E nos tornamos tão insensíveis com a escassez que quando encontramos a abundância, não sabemos Mergulhar.
Reclamamos, julgamos, nos escondemos atrás de justificativas e jogos onde sentimentos e emoções saudáveis não cabem.
Mergulhar na afetividade, tendo inteligência emocional para se equilibrar na linha tênue, entre o amar e se permitir ser amado é o convite que a Vida nos lança, todos os dias.

Anúncios

Um comentário em “

  1. Pingback: Julio Bernabé

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s