Dia indigesto

Aquele dia em que a gente acorda com as emoções indigestas, com os pensamentos  a mil e como de praxe tentando racionalizar o que não tem explicação…

E quem nunca se sentiu assim?

Pois o sentir é assim, não se explica, do amor ao ódio, sente-se.

Não há análise, razão ou conceitos que substituam o sentir, mas como são emoções  indigestas, pensamos um pouco antes de mergulhar…

Como se estivéssemos diante de um prato que contém um menu que é pesado, sabemos que é tarde, que pode nos fazer mal… ponderamos. Ponderamos mas mergulhamos porque a voracidade e o desejo falam mais alto que a razão.

Assim são nossas emoções indigestas, como o desejo, não se explica, muitas vezes achar a causa não nos retira do sentir atual. Ainda bem.

Então como no prato suculento à nossa frente, nos entregamos.

Nessa entrega sentimos culpa e receio de nos fundirmos ao mau estar que isso  nos causa e e temos medo de nos perdermos por falta de controle dessas emoções.

Eu estou com raiva, não sou a raiva.

Eu estou sentindo medo, não sou o medo.

Certa vez um amigo me disse que sua namorada havia terminado com ele porque bebia demais, então ele me disse:

– Eu bebo demais, mas não me RESUMO a isso.

Muitas vezes não nos permitirmos a entrega na vivência das emoções negativas, pois sentimos medo de nos perder, de nos desidentificar; medo de mergulhar em nossa sombra e não conseguir voltar, ressurgir.

E  não percebemos que são os sentimentos que nos abrem possibilidades infinitas, quando aceitos e digeridos.

Estamos diariamente na construção de nossas escolhas e as emoções indigestas fazem parte e são importantíssimas para essa construção, reconhecemos o amargo porque experimentamos o doce. E porque nossa língua tem papilas gustativas especialmente para perceber, suportar e digerir o azedo.

Por que seria diferente com nossa psiquê? temos suporte emocional suficientes para digerir as más sensações, sentimentos e emoções. Mas estamos perdendo nossa capacidade de fazer uma entrega visceral a essas emoções.

Queremos ficar à borda da copa onde se encontram os frutos, mas esquecemos que se não alimentarmos as raízes, a árvore morre.

Em algumas árvores, os nutrientes dos frutos não foram produzidos e levados através das raízes, frutos ocos, e o oco é preenchido por aquilo que colocarem dentro dele.

Só o sentir alimenta; e para sentir é necessário mergulhar em todos tipos de sabores que nossa alma possa experimentar.

Nos perceber, criar experiências, sentir os momentos, a vida, a natureza humana, a troca, as relações e aprender a digeri-las com alma e afeto.

Emoções e sentimentos nos ajudam a criar constantemente: uma nova vida, uma nova arte, uma nova forma de se relacionar, um novo caminho e foram elas que me fizeram, por exemplo, chegar até você, nesse simples texto.

Não se acalma um vulcão em erupção com água, é preciso deixa-lo  derramar  suas lavas , e então, ele adormece.

E assim termino minha noite, intensamente entregue após um vulcão de emoções onde suas lavas foram usadas de forma criativa, densa mas com imenso desejo de que elas  alimentem  suas raízes.

 

Anúncios

3 comentários em “Dia indigesto

  1. É entrar aqui e sentir que o fôlego vai me deixando lentamente enquanto leio você.
    Confesso que é difícil essa separação, não é? E que por mais estranho que isso possa soar, só quando as emoções tomam o formato de um furacão é que conseguimos nos enxergar no meio de todo o caos, né?
    Hoje li uma frase que está tintilando na minha cabeça : “Tenho visto muito e entendido muito o que tenho visto.”
    Ahhh, gostei tanto do teu blog que eu o indiquei ao prêmio Dardos Blogger, tá?
    Ta aqui https://histericaspontocom.wordpress.com/2016/07/06/premio-dardos-blogger/ e espero que tu gostes. ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Seja bem vinda à nossa casa! Ah que delícia de comentário. Vou te contar o segredo, são afetados somentes aqueles que tem grande capacidade de afetar, afinal, não é todo mundo q consegue segurar o fôlego sabendo q vai sobreviver de forma mais intensa. Sou menina moça nessa história de blog, rs, mas vindo com tamanha partilha, aceito de coração.Gratidão pela presença e sua xícara de chá e afeto estará sempre aqui, esperando por vc. 😉

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s